IDN - Instituto da Defesa Nacional
início do site
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
IDN - Instituto da Defesa Nacional

Início > Cursos > cgciber > Candidaturas

Vias de acesso ao Curso e Requisitos de Admissão

As vias de acesso ao curso são duas: designação institucional e candidatura individual.

A admissão ao CGCiber contempla requisitos gerais e critérios especiais de admissão.

Os requisitos gerais são:

  1. Ser titular de licenciatura ou grau superior, sem prejuízo de, por decisão da Direção do IDN, serem admitidos candidatos cujo perfil profissional dê garantias de habilitação suficiente para a sua frequência;
  2. Desempenho de funções para as quais os objetivos do curso sejam considerados de elevado interesse ou, percurso profissional ou académico que assegurem a difusão de uma cultura estratégica de cibersegurança.

Os critérios especiais são definidos anualmente pelo Diretor do IDN.

Candidaturas Individuais

Os Requisitos de Candidatura Individual são os seguintes:

  1. Podem candidatar-se ao CGCiber:

Cidadãos nacionais e estrangeiros que integrem os quadros intermédios e superiores das estruturas do Estado e da Sociedade Civil, ou outros cidadãos cujas qualificações académicas ou profissionais deem garantias de habilitação suficiente para a sua frequência;

  1. Podem, ainda, candidatar-se ao CGCiber cidadãos de países de língua oficial portuguesa (CPLP), e outros cidadãos estrangeiros que preencham os requisitos de admissão;
  2. Os candidatos à frequência referidos no número 2, serão admitidos na quota para estrangeiros fixada anualmente.
  3. Os candidatos à frequência do CGCiber devem satisfazer os requisitos gerais de admissão.

As candidaturas individuais são formalizadas mediante a apresentação dos seguintes documentos:

  • Ficha de candidatura no prazo, termos e condições divulgadas anualmente;
  • Curriculum Vitae;
  • Cópia de certificados de habilitações;
  • Fotografia tipo passe, atual e a cores.

As candidaturas individuais são apreciadas por uma Comissão de Seleção.

Candidaturas Institucionais

As candidaturas institucionais à frequência do Curso de Cibersegurança e Gestão de Crises no Ciberespaço são efetuadas por indigitação das entidades com vagas atribuídas em cada edição do curso. As vagas institucionais são distribuídas pelos Ministérios e outros organismos da administração central, regional ou local, bem como por entidades representativas da sociedade civil.

As candidaturas institucionais são formalizadas através dos seguintes documentos:

  • Ofício de indigitação pelo órgão competente de acordo com a vaga definida;
  • Curriculum Vitae;
  • Ficha de candidatura devidamente preenchida;
  • Cópia de certificados de habilitações;
  • Fotografia tipo passe, atual e a cores.

No processo de designação do titular da vaga institucional, compete às respetivas entidades assegurar que o candidato preenche os requisitos fixados para admissão ao Curso.

As candidaturas (individuais e institucionais) só serão consideradas, se incluírem todos os documentos indicados.

Para frequência do Curso é devido o pagamento de propina única, a definir anualmente.

menu instituto
 
Condições de utilização e política de privacidade | © 2010 Instituto da Defesa Nacional. Todos os direitos reservados.